Ville du Vin
Você está lendo

A centenária vinícola Baron Philippe de Rothschild

1
Conhecendo Vinícolas

A centenária vinícola Baron Philippe de Rothschild

Conhecida por seus rótulos inigualáveis e qualidade indiscutível, a Baron Philippe de Rothchild atravessa o século passando por seis gerações de uma das famílias mais tradicionais da europa.

O Início de Tudo

Foi no início dos anos 1900 que Philippe de Rothschild nasceu. Para ser mais exato, em 13 de abril de 1902, em Paris, descendente de uma das famílias mais ricas da europa, a Rothschild. Mas a história desta vinícola não começa com Philippe, e sim com seu bisavô, o Barão Nathaniel.

Barão Nathaniel, depois de se estabelecer em Paris, decidiu servir seu próprio vinho a seus ilustríssimos convidados e, em 1853, adquiriu o Château Brande Mouton, na comuna de  Pauillac, no coração do Médoc e resolveu que rebatizaria o local com seu próprio nome: Château Mouton Rothschild. 

Com sua morte, em 1870, a propriedade foi herdada pelo Barão James e, então, para seu neto, o Barão Henri. Foi o Barão Henri, pai de Philippe, que o enviou à propriedade da família, durante a I Guerra Mundial. Assim começa a história desta vinícola centenária que produz excelentes vinhos até hoje.

A Revolução de Philippe

Após dois anos estando na propriedade, Philippe realizou uma das maiores revoluções na história do vinho. Ele percebeu que, ao transportar o vinho em barris da vinícola até Bordeaux para ser engarrafado fazia o vinho perder a qualidade. Desta forma, decidiu que o vinho deveria ser engarrafado na própria vinícola. Ninguém até então realizava o processo desta forma e, atualmente, praticamente todas as vinícolas do mundo operam desta forma.

Com o fim da II Guerra Mundial em 1945, Barão Philippe volta a inovar o mundo do vinho adotando o rótulo ilustrado em seus vinhos, criados por artistas como Salvador Dalí e, inclusive o diretor de cinema John Huston.

Entre 1922 e 1970, a vinícola aumentou de tamanho, com a aquisição de casas vizinhas, mudando inclusive de nome algumas vezes. Pensando em aumentar seus negócios ainda mais, tanto em qualidade como geograficamente, em 1979 criou a Opus One, em parceria com Robert Mondavi, o primeiro vinho premium Franco-Californiano, plantado, maturado e produzido com a tradição de Boudeaux.

Estas e outras decisões tomadas por Philippe durante seu reinado de mais de 60 anos à frente da vinícola mudaram drasticamente o mundo do vinho, elevando o nome da família como uma das mais tradicionais e importantes de toda história e tornando-o no Rei das Vinícolas.

A Baronesa

O envolvimento da Baronesa Philippine de Rothschild na vinícola da família começou em 1981 quando ela criou uma exibição de arte com os rótulos ilustrados. Philippine era a única filha do Barão Philippe e herdou os negócios da família em 1988 com a morte do pai. 

Juntamente com seus três filhos Julien, Philippe e Camile continuou o legado do Barão Philippe, preservando, modernizando e expandindo os negócios da família.

Durante o legado da Baronesa Philippine, a vinícola oficialmente foi chamada de Baron Philippe de Rothschild SA, aumentando propriedades e seu posicionamento geográfico, inclusive no Chile, em parceria com a Concha y Toro, lançando o vinho premium Franco-Chileno Almaviva.

No ano 2000 inaugurou o Centro Baron Philippe, na França, para comandar todos os negócios da família e em 2003 o Maipo Chile, para produção de vinhos chilenos de alto padrão.

Vários outros negócios e expansões ocorreram até sua morte, em 2014. Atualmente, a Baron Philippe de Rothschild é comandada pelos três filhos da Baronesa.

Camille, Philippe e Julien perpetuam a forma que a mãe e o avô tratavam a qualidade dos vinhos produzidos pela vinícola.

Os Vinhos

Dentre uma gama de rótulos franceses, californianos e chilenos, destaca-se os Bordeaux, com qualidade superior e destaque em todo mundo.

O Boudeaux branco tem sabores de frutas frescas, especialmente limão e toranja e harmoniza muito bem com peixe grelhado ou ostras.

Uvas: Sauvignon Blanc, Semillon e Muscadelle.

Teor Alcoólico: 12%.

O Bordeaux tinto apresenta sabores de amora e mirtilo com muito frescor. Harmoniza com porco assado e costelas suínas.

Uvas: Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc.

Teor Alcoólico: 13,5%.

Já o Bodeaux rosè apresenta sabores de frutas vermelhas frescas e complexos com notas de ervas. Harmoniza com saladas e carnes.

Uvas: Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Malbec.

Teor Alcoólico: 12%.

Gostou da história da Baron Philippe de Rothschild e gostaria de provar os Bordeaux? Eles estão disponíveis através de nossos canais de venda. Entre em contato com nossos consultores!

Siga-nos!